terça-feira, 24 de junho de 2014

Treinamento de Habilidades Sociais para Pais


Gerenciamento de Imagem



Gerenciamento de Imagem é um conceito que utilizamos bastante na nossa prática profissional e que tem estreita relação com o gerenciamento das impressões que os outros possuem de nós. Assim, entra em cena a nossa percepção de como seria adequado se comportar sob determinadas circunstâncias, se tal ação seria aceita ou discriminada pelo meio em que estamos inseridos.

O automonitoramento e o lócus de controle podem ter grande influência no processo de gerenciamento de impressão. Mas o que vem a ser isso? O automonitoramento se refere à capacidade do indivíduo em perceber no ambiente informações ou dicas de como ele está sendo avaliado pelos outros. Com esse monitoramento, ele poderá mudar sua estratégia de comportamento para ganhar maior aprovação. Já o lócus de controle, tende a influenciar o indivíduo na sua motivação de gerenciar sua imagem. O lócus de controle vai indicar a crença que o indivíduo possui a respeito do quanto ele tem o controle sob algum evento ou resultado no seu meio. Se ele acreditar que ele detém o controle sob os resultados, ou seja, que o lócus de controle é interno, ele tende a lançar mão de estratégias de gerenciamento de impressão com maior intensidade.

flexibilidade cognitiva, que também abarca a habilidade de entender que uma estratégia não está dando certo e saber mudá-la no momento oportuno, deve ser trabalhada para quem pretende desenvolver sua capacidade de gerenciamento de imagem.

Claro que o bom senso e o tato para agir e lidar com as pessoas são responsáveis por grande parte das empreitadas de sucesso no âmbito organizacional. A verdade é que gerenciamos nossa imagem a todo o momento, em diversos contextos (familiar, de trabalho, nos nossos relacionamentos amorosos, de amizade, etc) a fim de emitirmos reações que nos sejam reforçadoras. Assim, tendemos a ficar atentos às regras explícitas e implícitas do nosso meio, aos sinais de aprovação ou reprovação das pessoas com as quais nos relacionamos, aos indícios de interesse ou desinteresse.

O gerenciamento de imagem é então algo bastante adaptativo, mas é preciso estar atentos para os excessos. É bem verdade que líderes e pessoas que exercem influência sob outras, como treinadores, professores, devem desenvolver em certa medida essa habilidade de saber gerenciar sua imagem em prol de resultados positivos. É preciso que se realize uma autoanálise profunda entre o que você realmente deseja e o que você acha que seria adequado socialmente desejar, para que se encontre um equilíbrio e não haja dissonâncias, pois em algum momento mais adiante, isso pode acabar como um problema de identidade.



Por Camila Leão Veloso - Psicóloga, Coach e Mestranda em Psicologia das Organizações.

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Facebook X What's up



Após uma aula de Psicologia Social no Mestrado, achei interessante trazer essa discussão para retomar com tudo o PORTAL RH SALVADOR!
Nos últimos anos fomos tomados por novas práticas sociais, principalmente no que diz respeito à organização de nossa rede de contatos, ao gerenciamento da nossa imagem pessoal e às formas de exercer o nosso ócio.
O Facebook surgiu com uma proposta inovadora de redes sociais, que nos proporciona acompanhar em tempo real os acontecimentos dos nossos contatos, dos contatos dos nossos contatos, como uma rede infinita. Podemos bloquear, desbloquear, Curtir, Descurtir, Compartilhar fatos e imagens, buscar conhecidos, grupos de interesses específicos.... enfim realizar uma infinidade de ações, que há alguns anos atrás seria impossível de se fazer, pelo menos nesse curto espaço de tempo.
O aplicativo para Smart Phones, o What's up, consagrou-se recentemente também por proporcionar gratuitamente a interação instantânea de pessoas e grupos fechados.
Existem rumores de que um estaria sobrepondo o outro e conquistando mais o gosto popular. Facebook, o expoente das práticas em rede, estaria ficando para trás em relação ao What's up, representante das práticas em grupos fechados? Quando uma necessidade social de se organizar em grupos fechados sobrepõe a demanda social de se ajustar em redes?
São questionamentos simples, que envolvem práticas também simples e consideradas até supérfluas por muitos, mas que refletem a complexidade de uma sociedade.


Vamos refletir um pouco como acontecem essas interações nesses dois ambientes virtuais? No Facebook, as pessoas tendem a se organizar em redes sociais, ou seja, estabelecem relações com outros indivíduos e essas relações podem ter laços fortes (pessoas com as quais você tem mais contato ou têm mais importância para você, como familiares e colegas de trabalho) e laços fracos (pessoas com as quais você não tem tanto contato atualmente ou sequer conhece pessoalmente, como amigos de amigos, colegas antigos).
Assim você realiza suas publicações, sejam fotos de uma viagem, frases de como se sente, textos interessantes para você, e todos esses dados, que vão expressar o seu "eu público", serão mostrados ali, naquele espaço para todos. Não há diferenciação, os dados são mostrados da mesma maneira para todos os seus contatos (a não ser que bloqueei algum), independente do seu papel social de amigo, irmão, chefe, subalterno, conhecido ou desconhecido. Como se existisse uma essência do seu “eu” e você fosse aquele mesmo para todos que ali visualizam.
Só que em teoria as coisas não acontecem assim. Os Comportamentalistas sabem da influência exercida pelo contexto na expressão de alguns comportamentos, então, é como se ali, no Facebook, ao publicar algo, os tipos de relação que você tem com as pessoas influenciassem de forma relevante a maneira como elas vão interpretar suas postagens.
Perceba isso ao analisar os comentários de alguma postagem sua, principalmente aquelas imagens ou textos que trazem um amontoado de comentários.
Inclusive, às vezes, você mesmo posta algo com o intuito de que seja interpretado de uma maneira, como por exemplo, uma frase ou pensamento que demonstre o quanto você se preocupa com sua carreira e investe nisso. Só que você não conta que, diante da complexidade de redes que estabelece ali naquele ambiente virtual, aquilo pode ganhar outra conotação, principalmente para aqueles com os quais você possui mais intimidade: sua mãe ou amigo mais próximo podem muito bem comentar nessa mesma postagem (a que você tinha o intuito de demonstrar a preocupação com a carreira) algo do tipo “Ahhhh!Mas se você não excedesse na bebida todo final de semana poderia se preocupar mais né?!”
Então toda sua intenção de se promover vai por água abaixo e aquela frase se torna grande piada. Um aspecto da sua vida privada e íntima, que você não tinha a intenção de expor, acaba por se tornar conhecida, já que você não tem o controle sob o efeito que suas postagens vão eliciar nos outros. Em geral ninguém se chateia com essa exposição, a não ser que algum prejuízo maior seja causado (como uma não-contratação numa empresa, ocasionada por algum comentário inoportuno), mas todos, em algum nível, percebem essa falta de controle do gerenciamento de sua imagem pessoal diante dos grupos sociais os quais faz parte.
Então o What´s up se consagra, já que proporciona o agrupamento de pessoas em bate-papos instantâneos. Nesse aplicativo, você consegue gerenciar de uma maneira mais eficiente o seu “eu-público”, já que existem categorias de amigos, de familiares, de colegas de trabalho… Você pode achar conveniente publicar certa imagem num grupo de amigos, mas não no grupo de trabalho, e vice versa. Dentro do grupo “família”, você pode criar outros subgrupos, como “Mulheres da família”, “Mães da família”, “Grupo das Solteiras”, “Grupo das Cozinheiras”, enfim, grupos criados com base no tipo de relação que têm com as pessoas.

Será que essa necessidade de controle e gerenciamento da imagem é o que vem fazendo um recurso se sobressair em detrimento do outro?
Cada um com sua importância e sua contribuição social, já que tanto as redes como os grupos específicos a que pertencemos exercem influência sob nós. Mas como somos seres incluídos no processo de inter-relação instantânea através de meios virtuais, temos que refletir sobre nossas práticas, inclusive para conhecermos mais sobre os fenômenos sociais e sobre nós mesmos.
Fica a reflexão, para cada grupo social com o qual me relaciono.


Por Camila Leão Veloso -Psicóloga, Coach e Mestranda em Psicologia das Organizações pela UFBA.



terça-feira, 27 de novembro de 2012

Evento



Confira a programação:
Sexta feira: 30.11
· 18h – Entrega do material e inscrições
· 19h – Abertura
· 19h30 – Aníbal Viegas: Inovação para um mundo melhor
· 20h40 – Paulo Emílio: Inovação e Criatividade na Formação de Pessoas: Alta
Performance para a Assimilação de Conhecimentos
Sábado: 01.12
· 8h30 – Recepção
· 9h – Kenneth Almeida: Inovação na Gestão de Pessoas
· 9h50 – Eveline Rego: Especial, sim, deficiente, não - pensando a inclusão de surdos
na sociedade
· 10h30 – Joilson Santana: Economia solidária - a experiência da CAMAPET
· 11h10 – 11h30 – Intervalo
· 11h30 – Maria Raquel Faria: Inovando para obter resultados com Treinamento e
Desenvolvimento
· 12h20 – Fábio Rocha: Gestão sustentável: conhecendo, entendendo, aceitando e
internalizando
· 13h30 - Encerramento
Local: Auditório Zélia Gattai, campus Paralela.
Coordenação: cursos de Psicologia, Administração, Contábeis e EAD da instituição em
parceria com a Universidade Veiga de Almeida (UVA), do Rio de Janeiro.
As inscrições já estão disponíveis no link:
<http://www.unijorge.edu.br/noticia_exibir.asp?cod=1058> , com o investimento de 20 reais,
para a comunidade externa e 10 reais para alunos da UNIJORGE. Os valores arrecadados
serão revertidos para as ações de reaproveitamento da CAMAPET, vítima de um incêndio.
Os interessados podem buscar mais informações pelo e-mail forumunijorge@gmail.com ou
pelo telefone 3206-8102/8081.
Você pode curtir, comentar e compartilhar informações do evento e da CAMAPET também pelo
Facebook: <http://www.facebook.com/events/517579541599408/?fref=ts>
Quer conhecer mais sobre nossos palestrantes, acesse:
https://docs.google.com/document/d/16VGkIArSOjpaoBJvvz8cnVDIgJ6PvQT997YNxOINvsc/ed
it
Aguardamos sua inscrição.
Colabore na reconstrução da CAMAPET.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Vaga: Analista de Recrutamento e Seleção

No Brasil desde 2000, opera com 23 filiais próprias oferecendo serviços com alto valor agregado aos seus mais de 500 clientes ativos, movimentando mais de 90 mil pessoas anualmente.

Atuará com foco para um cliente específico (Multinacional no ramo de Cosméticos) dentro da regional Nordeste.

Principais atividades: Desenvolvimento de perfis profissionais, divulgação de vagas, captação de candidatos, triagem de currículos, realização dinâmica, desenvolvimento de relatórios, entrevista por competências entre demais atividades de R&S.

É IMPRESCINDÍVEL DISPONIBILIDADE TOTAL DE VIAGENS.

Oferecemos salário e benefícios compatíveis com o mercado.

Código da vaga: v630200

Os interessados deverão realizar a candidatura através do site: www.vagas.com.br

Vaga: Analista de Rh

Requisitos:
- Ensino Superior completo;
- Experiência com T&D e estágios.

Carga horária: 44h semanais


Os interessados deverão enviar o currículo para rhosid2012@gmail.com.

Estagiário (Setor de compras)

 
30 horas semanais
R$ 622,00
Quem tiver interesse deve enviar e-mail, com currículo, para cirlene@sasil.com.br colocando no assunto ESTAGIO-COMPRAS

Vaga: Supervisor de Call Center

JM CONSULTORIA DIVULGA VAGA DE SUPERVISOR DE CALL CENTER NA ÁREA MÉDICO-HOSPITALAR.

 NECESSÁRIO FORMAÇÃO SUPERIOR E EXPERIÊNCIA NA ÁREA DE SUPERVISÃO NO SEGMENTO DA SAÚDE (MARCAÇÃO DE CONSULTAS)

INTERESSADOS, FAVOR ENVIAR CURRÍCULO PARA consultoriarh0412@gmail.com, COM O ASSUNTO "SUPERVISÃO CALL CENTER".

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Programador de Computador

Empresa: RH SENSO

Ramo de Atividade: Informática

Porte: Pequeno

---------------------------------------------------------------


Cargo: Programador de Computador

Quantidade: 1 vaga


Descrição da vaga:

· Converter um sistema em Delphi para .net

· Configurar e programar sistemas.

· Conhecimento desejável em Microsoft e linguagem C# e SQL Server.

· Ensino Superior completo ou cursando.


Observações:

· Faixa Salarial: De R$ 1.500,00 a R$ 2.100,00

· Benefícios: Tíquete-alimentação, Vale-transporte

· Regime de contratação: CLT (Efetivo)

· Horário: Das 8h às 12h e das 13h às 17h.

· Idiomas: Inglês (Básico)

· Cidades: LAURO DE FREITAS - BA (1 vaga)


Interessados deverão enviar currículo para: curriculo@rhsenso.com.br